Anvisa aprova uso emergencial das vacinas CoronaVac e AstraZeneca no Brasil

 

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou na tarde deste domingo, 17/1, os pedidos de uso emergencial no Brasil das vacinas CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, e AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford com a Fiocruz. Os dois imunizantes são os primeiros aprovados no país no combate à covid-19.

As vacinas serão destinadas para imunização de pessoas de grupos de risco como indígenas, idosos e profissionais da saúde.

Aprovada por maioria

A diretora da Anvisa e relatora dos pedidos, Meiruze Souza Freitas, votou pela aprovação da AstraZeneca e, com ressalvas, da CoronaVac.

Na sequência, os diretores Romison Rodrigues Mota, Alex Machado Campos, Cristiane Rose Jourdan Gomes e Antonio Barra Torres, que é diretor-presidente da agência, seguiram a relatora, atingindo a maioria e liberando o uso dos imunizantes contra a covid-19.

O Butantan já tem 10,8 milhões de doses disponíveis para aplicação, enquanto a Fiocruz aguarda a chegada dos imunizantes vindo da Índia, ainda sem data prevista.