Qualificação em Artes para Coletivos de Dança e de Teatro prorroga prazo de inscrições para processo seletivo de 2021

 

O governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Poiesis e Oficinas Culturais, abre o processo seletivo 2021 do Programa de Qualificação em Artes para coletivos de dança e teatro do interior, litoral e região metropolitana paulista. As inscrições foram prorrogadas até o dia 4 de março, com o chamamento das respectivas linguagens artísticas publicado neste link: https://www.poiesis.org.br/new/editais/ .

Em 2021, o programa conta com a curadoria artística de renomados profissionais das artes da cena: Alex Soares, da Dança e Miriam Rinaldi, do Teatro.

O coreógrafo e videomaker Alex Soares foi bailarino em companhias de dança contemporânea como Balé da Cidade de São Paulo (BCSP), Balé Teatro Guaíra e Cisne Negro Cia de Dança, com as quais obteve experiência variada com coreógrafos nacionais e internacionais. Como coreógrafo convidado trabalhou também nas companhias Balé Teatro Guaíra (Curitiba), Balé Teatro Castro Alves (Salvador), Cia Sesc de Dança (Belo Horizonte), Hubbard Street Dance (Chicago/EUA), Balé da Cidade de Niterói , Corpo de Baile do Amazonas, Balé da Cidade de São Paulo e no Northwest Dance Project (Portland, EUA). “Me sinto feliz de começar este novo desafio como curador do Programa de Qualificação em Dança, espero poder contribuir com ações formativas e aprofundar o estreitamento dos grupos com seus entornos, para fortalecer e dar mais visibilidade a todas as danças produzidas no interior de SP “, afirma Alex.

A atriz, professora e pesquisadora Miriam Rinaldi é doutora em Artes pela Escola de Comunicações e Artes/USP. Pertenceu ao grupo Teatro da Vertigem de 1996 a 2008 tendo participado da criação e montagem dos seguintes espetáculos: O Livro de Jó (1995), Apocalipse 1,11 (1999), O Paraíso Perdido (2002); a ópera Dido e Eneas (2008) e A Última Palavra é a Penúltima (2008). De 2004 a 2007, em Nova Iorque, realizou workshops com Anne Bogart (SITI Co.), Mary Overlie (TISCH SChool), Lenard Petit (MICHA) dentre outros.

“Estou muito feliz de assumir a curadoria do Teatro do Qualificação em Artes, programa com mais de 20 anos de existência e que resistiu a diferentes contextos e gestões; isso prova sua qualidade e importância; ele se mantém como um espaço especial de formação e desenvolvimento da cultura e da arte no interior, região metropolitana e litoral do Estado de São Paulo; com uma equipe incrível e uma estrutura sólida! Estou animadíssima!”, declara Miriam.

O Programa de Qualificação em Artes colabora no aprimoramento artístico dos grupos de dança e de teatro que não são da capital paulista, a fim de descentralizar a cena cultural, fortalecendo os espetáculos pelas regiões interiorana, litorânea e metropolitana do estado. Todo o processo é gratuito.

Durante os encontros, especialistas das respectivas linguagens (dança e teatro) oferecem ampla orientação artística aos grupos, voltada a ampliar repertórios e visibilidade nos territórios de origem, aprimorar técnicas, fortalecer identidade, estimular a diversidade na equipe profissional envolvida na produção, além de apoiar na busca de parcerias para a realização e sustentabilidade dos próprios espetáculos.

Devido à pandemia de Covid-19, o processo artístico-pedagógico será aplicado em formato híbrido, ou seja, seguirá por plataformas virtuais e posteriormente, a depender da orientação dos órgãos de saúde, em orientações presenciais nas cidades dos grupos participantes. Ao longo da edição 2021 do Programa será desenvolvido um trabalho artístico com os grupos que receberão suporte para criar, com orientação personalizada e atenta às especificidades dos projetos inscritos.

SERVIÇO

CHAMAMENTO 2021 – PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO EM ARTES
Seleção de grupos de Dança e de Teatro
Inscrições: até 4 de março – https://www.poiesis.org.br/new/editais/

SOBRE O PROGRAMA OFICINAS CULTURAIS
Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo desde 1986, e gerenciado pela POIESIS – Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais promove formação e vivência à população no campo da cultura.
O programa dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI – Festival Literário de Iguape e MIA – Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa Qualificação em Artes (qualificação artística de 60 grupos, entre teatro e dança), o Programa de Formação no Interior e ações dedicadas à pesquisa e à experimentação nas diversas linguagens artísticas, a partir da relação direta com 360 municípios, em mais de 600 atividades de formação.
Além disso, na cidade de São Paulo, o programa realiza atividades de formação e difusão em três espaços: Oficina Cultural Oswald de Andrade (Bom Retiro), Oficina Cultural Alfredo Volpi (Itaquera) e Oficina Cultural Maestro Juan Serrano (Taipas).

SOBRE A POIESIS
A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.