quinta-feira, 28 outubro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioCIDADEDiretora de RH da Cummins Brasil assume liderança para América Latina

Diretora de RH da Cummins Brasil assume liderança para América Latina

Reunião com os membros do comitê de liderança sênior para a América Latina de uma das maiores multinacionais americanas, que só na região vendeu mais de US$ 1,4 bilhão em 2020. Na liderança de Recursos Humanos, uma mulher, de 36 anos. Cenas como essas são cada vez mais comuns na Cummins, líder global em energia, e evidenciam as prioridades da companhia por um board com inclusão de diversidade, referência expandida cada vez em todos os levels e regiões do mundo.
 
Cristina Moreira, recém promovida a Diretora Executiva de Recursos Humanos para a América Latina, é quem compõe o comitê acima.  Até 2020, Cristina liderava a área de RH para o Brasil e da Unidade de Motores (EBU) para a América Latina. Desde o início de 2021, Cristina foi alçada ao comitê de gestão mais alto da empresa na América Latina.
 
A executiva assume o desafio de cuidar integralmente de toda a América Latina, ampliando atuação de cerca de 2 mil para 8 mil colaboradores. “Assumir uma região num momento de pandemia é priorizar a saúde física e mental de nossos colaboradores, não só aqueles que estão em suas casas, como também os que estão mantendo as nossas operações de manufatura presencialmente. Vejo ainda como grande desafio o contínuo desenvolvimento de nossos líderes para que cada um deles esteja preparado para  suportar o seu time, seja num momento de necessidade pessoal ou profissional, em casa, e em uma gestão que garanta uma experiência de clareza de oportunidades, com plano de carreira bem estruturado para, assim termos uma organização promissora”, diz a nova diretora.
 
Além de incentivar e influenciar o desenvolvimento e retenção, Cristina Moreira tem como meta reforçar os valores de diversidade e inclusão já presentes no DNA  da Cummins . “Diferente de muitas empresas no mercado que fomentam programas focados em mulheres, afrodescendentes, entre outros, na Cummins, não fazemos nada mandatório; ambicionamos a pessoa ideal para cada função, gerando oportunidades iguais. Por isso, trabalhar com diversidade e inclusão não é só um processo de recrutamento adequado; inclui uma liderança com um mindset preparado para não ter pré-conceitos, olhar as pessoas na sua essência, condição decisiva para suportar os progressos regionais e globais que auxiliam na expansão dos negócios”, diz.
 
Cristina Moreira é graduada em direito, pós-graduada pela FAAP em Gestão de Pessoas e possui MBA Executivo Internacional pela FIA – Fundação Instituto de Administração – USP Business School.

 

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,482SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

São Paulo Companhia de Dança se apresenta para bailarinos do EducaDança

Leveza, elementos cênicos e dança contemporânea foram alguns dos movimentos que fizeram parte da apresentação especial do projeto Meu Amigo Bailarino, da São Paulo...

Pfizer pedirá autorização de uso de vacina em crianças de 5 a 11 anos...

A farmacêutica Pfizer anunciou na manhã de hoje, 27, que solicitará à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovação para uso de sua vacina...

Estudo aponta redução de atendimentos de saúde mental durante pandemia

Um estudo de pesquisadores brasileiros publicado no periódico internacional The Lancet apontou uma queda do atendimento de saúde mental durante a pandemia. O trabalho...

Franquia quer contratar 200 pessoas para o fim do ano

A área da estética está cada vez mais em evidência, movimentando milhões todos os anos e continua sendo um dos que mais precisa de...

Calçadão da Dom Pedro II recebe serviços gratuitos de saúde

O projeto UnG Amiga da Comunidade, da Universidade UnG, estará no calçadão da rua Dom Pedro II, Centro, nesta sexta-feira (22), para oferecer serviços...