terça-feira, 15 de junho de 2021
InícioCANAISBEM-ESTAREternos namorados

Eternos namorados

Reportagem de Valdir Carleto com colaboração de Josy Queiroz
Fotos: Arquivos pessoais

A convivência de um casal não é tão simples quanto mostram os contos de fadas. Entre quatro paredes, a realidade exige muita renúncia, empatia e resiliência, motivo pelo qual tantos casamentos são desfeitos, muitos dos quais em curto espaço de tempo. Diante deste fato, por ocasião do Dia dos Namorados, a ser comemorado em 12 de junho, a Weekend optou por mostrar alguns casais de Guarulhos que estão juntos há muito tempo. Logicamente, nem tudo são flores na vida de um casal, nem de uma família. Esposas e maridos comentam sobre momentos de dificuldades e de superação, bem como de conquistas e felicidades.

Marli e Valdir, casados há 57 anos

Marli Aparecida Talamo e Valdir Domingues conheceram-se em 1957. Ela, com 13 anos, cursava o ginásio, no Colégio São Vicente de Paula, na Penha, e frequentava a casa de uma amiga para fazer trabalhos escolares. Ele, com 19 anos, trabalhava como chefe de confeiteiro na padaria que pertencia à mesma família e no mesmo terreno da casa. Os olhares se cruzaram e começaram a flertar.

“Demoramos um bom tempo para começarmos a namorar. Éramos muito crianças, desmanchávamos e voltávamos muitas vezes, até sentir que nos amávamos de verdade. O casamento foi no dia 23 de dezembro de 1963, um domingo, às 18h, na Matriz Nossa Senhora da Conceição, em Guarulhos”, conta Marli.

Fixaram residência por 11 anos na Ponte Grande, morando numa pequena casa alugada, e ali tiveram os dois primeiros filhos, Valmar e Vivian Cristina Talamo Domingues. Logo depois, Valdir começou a trabalhar na linha de montagem da fábrica de máquinas de escrever Olivetti, na via Dutra. Marli lecionou algum tempo no Sesi da Ponte Grande e fazia bolos por encomenda.

Em 1967, Valdir foi convidado para trabalhar no ramo de seguros. Em 1974, terminaram de construir a casa própria e mudaram-se para o Jardim Pinhal, onde ainda residem. Nessa época, nasceu a terceira filha, Vanessa.

“Eu me especializei estudando artes e montei meu atelier em 1980, que mantenho até hoje. Meus filhos Valmar e Vanessa seguiram com o pai, no ramo de seguros, onde Vanessa e Valdir se mantêm até hoje”, relata Marli.

Valmar casou-se com Maria Helena Birocchi e tiveram duas filhas, Camila e Carolina. Camila é casada com Rick e tem duas meninas gêmeas, River e Lydia, de 4 anos. Carolina é casada com Kyle e tem uma menina, a Blair, de 2 anos. Todos eles residem nos Estados Unidos há 20 anos. Vivian casou-se com Luiz Antonio Figueiredo. Tiveram 3 filhos: Lais, Livia e Luccas. Lais é casada com Issamu, sem filhos. Livia Maria casou, separou-se e tem uma filha, a Rebeca, de 4 anos. Luccas casou-se com Tamires e tem uma filha, a Isis, de 4 anos. Vanessa casou-se, separou-se e tem dois filhos: Gabriel, 14 anos e Heitor, 9 anos. Ao todo, portanto, Valdir e Marli têm 3 filhos, 7 netos e 5 bisnetas.

Valdir relembra muitos momentos divertidos: “Viagens ao Rio de Janeiro, praias de Caraguatatuba e para o Exterior, festas familiares e especialmente fazendo parte dos trabalhos na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, do Cocaia, onde trabalhamos no serviço promocional e nos grupos de base e comunidades. Nossa casa virou um ponto de encontro de alegres reuniões, que nos alegravam a vida”, conta.
Quanto à convivência do casal, Marli diz que nem tudo foram flores: “Nosso gênio forte nos fez balançar diversas vezes; até em separação pensamos, mas nossa amizade e fé em Deus nos fizeram repensar e ficar em paz novamente. As doenças chegaram, a cirurgia do coração do Valdir foi um momento muito tenso, mas superamos sempre juntos, na saúde e na doença”, filosofa Marli.

Hoje revendo tudo isso, com os cabelos brancos e analisando a situação financeira do país, o casal agradece a Deus pela família que constituiu e pela condição de vida que pôde proporcionar aos filhos. “Está valendo a pena”, afirma Valdir.
Uma mensagem para os jovens casais: “Ao se casarem, tenham muita amizade, paciência, um amor que supere as dificuldades, e, acima de tudo, saibam se perdoar e respeitar. Que Deus seja o centro da união para lhes fortalecer”, concluem.

Ivone e Ednei, amor à primeira vista

Tudo começou em 1992, quando Ivone Pinheiro veio de Dourados, no Mato Grosso do Sul, onde residia, a São Paulo visitar sua irmã e foi por ela apresentada a Ednei Rodrigues.

“Foi amor à primeira vista e ficamos namorando de 1992 até 1996, através de inúmeras viagens entre Dourados e São Paulo. Nós nos casamos em 1996 e viemos morar em Guarulhos, onde ele já tinha a Pizzaria Rodriluccio”, revela Ivone. Com 25 anos de casados recém-completados, têm dois filhos: Rafael, de 21 anos, e Renata, de 16.

Quanto à receita de estarem casados há tanto tempo, eles não sabem dizer exatamente. Ednei sugere que deve ser porque a boa convivência é que torna a jornada mais leve. “E para isso, às vezes temos de relevar para também sermos relevados e desculpar para também sermos desculpados. E, principalmente, compreender sempre o momento do outro”, diz.

“Resumindo, é tentar manter a tranquilidade nos vendavais e transbordar alegria nos momentos festivos, porque os momentos que passamos juntos é que fazem com que nunca esqueçamos do motivo de termos nos apaixonado”, complementa Ivone.’

Fátima e Valdir, há 32 carnavais

Maria de Fátima Felipe Cabral e Valdir Pinto da Silva foram apresentados por uma amiga em comum, em um baile de carnaval. Namoraram, casaram e têm dois filhos: Gustavo, de 29 anos, e Carolina, de 25.

Ela aponta o respeito mútuo como fator preponderante para a felicidade conjugal, após 32 anos de casados. Além de trabalharem juntos na Rodacenter, participam de atividades do Rotary Club e da Associação de Rotarianos; ele também na ACE Guarulhos. Como conciliar tudo e não deixar assuntos da empresa se misturarem com os da vida a dois? Valdir responde que há momentos em que é inevitável que as coisas se misturem, mas que o segredo é o mesmo: respeito e perseverança.

As Bodas de Prata de Mirca e Flávio

Mirca Panhotta Teles e Flávio Teles acabam de comemorar as Bodas de Prata: 25 anos de casados. Conheceram-se na empresa em que trabalhavam na época e casaram-se na igreja Sagrado Coração de Jesus, em São Paulo, em 1996.

Ele iniciou a carreira profissional como office-boy e depois passou a ser representante comercial. Ela foi escriturária de um banco e atualmente é gerente de Vendas do Segmento Automotivo em uma grande empresa multinacional.

Mirca comenta que um dos pontos importantes da empresa em que trabalha é que a missão e os valores da Cia. contribuem para estruturação de uma boa família. O casal tem dois filhos: Bruno e Flávia.

Indagados sobre algum obstáculo difícil que tiveram de superar, Flávio responde que, para que uma relação possa dar certo entre casais que trabalham fora, precisa haver uma grande parceria e doação, para administrar a carreira profissional e a família, além de muita conversa e ponderação.

Perguntamos a que atribuem tantos anos de convivência. “O segredo é o amor, respeito, cumplicidade e enfrentar juntos todos os obstáculos encontrados”, diz Mirca.
Como mensagem a jovens casais, ele diz que os desafios aparecerão, como o nascimento de um filho e a necessidade de manter foco na carreira profissional, por exemplo. “É preciso ter amor e união para enfrentar estes desafios e manter um casamento por muitos anos. Nós tivemos a sorte de vir de lares perfeitos. Penso nos jovens que não tiveram a mesma oportunidade e digo que, ainda assim, eles podem construir um lar perfeito de agora em diante”.

Mirca cita a hipótese de casais nos quais apenas um trabalha fora: “Muito importante a valorização de ambos, porque cuidar de uma família não é fácil e para que ela se mantenha sólida, é preciso amor, diálogo e valorização do parceiro(a) na atividade que cada um desempenha”, afirma. Flávio conclui com sua receita de felicidade: “É preciso acreditar que vale a pena e não desistir na primeira pedra que encontrar no caminho”.

As Bodas de Esmeralda de Malvina e Carmine

Malvina Russo e Carmine Russo Neto estão casados há 40 anos. Conheceram-se em um bailinho de garagem no começo dos anos 1970, ficaram muito amigos, mas cada um seguiu o seu caminho.

Alguns anos depois se reencontraram e começaram a namorar; após seis anos de namoro, em 1981, casaram-se no Civil. Dessa união nasceram Diogo e Denise.
Em 2006, Carmine e Malvina completaram 25 anos de casados. Na ocasião, Carmine aproveitou para fazer uma surpresa a sua esposa, pois sabia que o sonho dela era casar-se na igreja. “Foi lindo! O amor dos dois venceu muitas barreiras e preconceitos”, relembra ele ao comentar a cerimônia religiosa.

Ao completar 40 anos de união, Malvina fala que são muitos anos de cumplicidade e muito amor: “Um sonho que se tornou realidade; atualmente um cuida do outro”, comenta.

Hoje o casal tem duas netas: Cora, filha de Denise, de quatro anos; e Giovana, filha de Diogo, de um ano.

Heliane e Gilmar, há 31 anos convivendo noite e dia

Gilmar Paulo Vono e Heliane Avilar Vono trabalhavam no Aché Laboratórios em 1984, quando se conheceram. Tinham 19 anos e começaram a namorar.

Casaram-se em 1990 e já completaram 31 anos de casados. Têm dois filhos: Guilherme e Enzo.

Pelo fato de trabalharem juntos na empresa da família, a Impressão Artes Gráficas, Gilmar brinca que eles já têm 93 anos de casados, pois convivem o tempo todo. Como fazer para não levar problemas da empresa para casa e do lar para o trabalho? “Procuramos não carregar ressentimentos: tudo acaba no mesmo dia. O segredo para uma vida conjugal duradoura é manter o amor, a amizade, o respeito e a confiança, sempre”, responde.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,368SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

SP lança programa que prevê descontos em juros e multas de IPVA e ICMS

O governo de São Paulo anunciou na quarta-feira (9) o programa que prevê descontos em juros e multas de IPVA e ICMS. A...

SP registra 3,38 milhões de casos e 115,9 mil óbitos por Covid-19

O Estado de São Paulo registra nesta quarta-feira (9) 3.382.448 casos de Covid-19 durante toda a pandemia e 115.960 óbitos. Nas últimas 24h foram...

ONGs suavizam os efeitos da fome durante a pandemia em São Paulo

A pandemia que vem varrendo o mundo e escancarou ainda mais o abismo social que isola pessoas vulneráveis no Brasil, também mostrou a força...

Deflagrada operação contra a pornografia infantil em 18 estados

O Ministério da Justiça e Segurança Pública deflagrou, nesta quarta-feira (9), a Operação Luz na Infância 8. A operação tem como objetivo identificar autores...

Comissão da Câmara aprova texto que libera cultivo de cannabis por empresas para fins...

Comissão especial da Câmara aprovou nesta terça-feira (8) um projeto que libera o cultivo, por empresas, da cannabis para fins medicinais e industriais. A cannabis...