quinta-feira, 20 janeiro 2022
InícioECONOMIAFrentistas conseguem derrubar emenda de Kim Kataguiri que atingiria empregos

Frentistas conseguem derrubar emenda de Kim Kataguiri que atingiria empregos

 

A data de 26 de novembro poderá ficar na história da categoria dos frentistas de postos de combustíveis, calculada em 500 mil trabalhadores de todo o País.

Após meses de atuação e intenso trabalho político das lideranças contrárias nas últimas semanas, os frentistas derrotaram na Câmara dos Deputados a Emenda 18, do deputado federal Kim Kataguiri (DEM/SP).

A MP 1.063/2021, que trata da revenda de combustíveis, foi aprovada. Mas o relatório do deputado Augusto Coutinho (Solidariedade-PE) expurgou do texto a Emenda que impunha o sistema self-service, no qual o consumidor abastece sozinho o veículo. O relatório foi aprovado sem reparos.

Funcionaram a pressão e a articulação política das lideranças da categoria. Nas últimas semanas, os dirigentes viveram entre suas bases e Brasília, onde dialogavam permanentemente com os parlamentares. “Falamos com deputados de todos os partidos, porque a luta pelo emprego não pode ser partidarizada”, observa Francisco Soares de Souza, presidente do Sindicato de Campinas e líder histórico da categoria.

Unidade

As duas Federações (Fenepospetro e Fepospetro) atuaram em sintonia e mobilizaram os Sindicatos, por meio de plenárias virtuais, ações nas bases, distribuição de boletins e outras iniciativas. “Muitos companheiros se deslocaram a Brasília, mesmo em meio à escassez de recursos de suas entidades”, comenta Eusébio Pinto Neto, presidente da Federação Nacional.

Para Luiz Arraes, presidente da Federação no Estado de SP (Fepospetro), as lideranças usaram a tática correta. Ele afirma: “Denunciamos com firmeza a Emenda destrutiva do deputado Kim, mobilizamos as bases, estimulamos a atuação sindical em todas as regiões e conversamos com parlamentares de todas as correntes ideológicas”.

Empatia
Os frentistas contam com apoio dos usuários de postos. Para Telma Cardia, que preside o Sindicato de Guarulhos e Região, “os clientes não aceitam essa ideia de trocar seres humanos por bombas de autosserviço”. Segundo a sindicalista, mais que abastecer, “o frentista é um amigo do cliente, orienta sobre as condições do veículo e ajuda na segurança pública e também do trânsito”.

O expurgo da Emenda de Kim Kataguri mantém em vigência a lei 9.956/2000, sancionada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso. Além de proibir o selfie-service, essa lei estipula multa por descumprimento e pode até autorizar o fechamento de postos infratores reincidentes.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
2,828SeguidoresSeguir
1,503SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Sisu e Prouni abrem inscrições em fevereiro; Fies, em março

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na terça-feira (18) o calendário de inscrições para os processos seletivos de ingresso ao ensino superior. Os estudantes...

Brasil recebe segunda remessa de vacina pediátrica da Pfizer

O Ministério da Saúde confirmou que uma segunda remessa de vacinas pediátricas contra covid-19 chegou hoje (16) ao aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Desta vez,...

Sebrae-SP abre inscrições para bolsistas com remuneração de R$ 4 mil mensais em Guarulhos...

O Sebrae-SP em Guarulhos está com inscrições abertas para 8 vagas de bolsistas para o projeto ALI - Agentes Locais de Inovação, sendo 5...

Unifesp abre processo seletivo para o ingresso de refugiados no 1º semestre

Refugiados, apátridas e portadores de visto humanitário podem participar do processo seletivo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) para ingresso no primeiro semestre...

Vedacit Vôlei Guarulhos estreia dia 20 na disputa pela Copa Brasil de Vôlei

Considerado um dos melhores times da temporada 2021-2022 da Superliga Masculina, o Vedacit Vôlei Guarulhos estreia na Copa Brasil de Vôlei 2022, no próximo...