sexta-feira, 21 janeiro 2022
InícioCIDADESAÚDEUso de óculos melhora o rendimento escolar, diz pesquisa

Uso de óculos melhora o rendimento escolar, diz pesquisa

 

Dados da OMS (Organização Mundial da saúde) apontam que a falta de óculos é uma importante causa de queda no aprendizado. De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, presidente do Instituto Penido Burnier, a informação foi comprovada por uma pesquisa realizada em Campinas com pais e professores de 36 mil alunos da rede municipal de ensino, durante programa social desenvolvido pelo hospital em parceria com indústrias do setor óptico que incluiu triagem visual, consulta oftalmológica, óculos gratuitos e tratamento de outras alterações na visão.

A pesquisa mostra que após um ano usando óculos, os professores observaram melhora no rendimento escolar de 50% dos estudantes, aumentou a concentração de 57% e 38,2% ficaram menos agitados. Para os pais, 88% das crianças passaram a ter mais concentração e interesse pelo estudo, os que sentiam dor de cabeça pararam de se queixar e 91% realizam tarefas que antes não conseguiam.

Erros de refração lideram problemas

Queiroz Neto destaca que entre crianças em idade escolar os problemas de visão mais frequentes são os erros de refração – miopia, hipermetropia e astigmatismo – que podem ser corrigidos com óculos de grau. Na ação social realizada, o hospital constatou que 7 em cada 10 nunca tinham passado pelo oftalmologista. O médico explica que na miopia, dificuldade de enxergar a distância, o formato esférico da córnea se torna curvo, o olho cresce mais que o normal e as imagens se formam antes da retina, tornando a visão embaçada. Na hipermetropia – dificuldade de enxergar próximo – a córnea é mais plana, as imagens se formam atrás da retina e a visão de perto perde a nitidez. “Já no astigmatismo, a córnea tem um formato irregular, que forma mais de um foco sobre a retina, tornando as imagens próximas e distantes desfocadas” explica.

No Brasil 40% dos bebês não passam pelo teste do olhinho

A OMS alerta que a dificuldade de enxergar nos primeiros anos de vida causa atraso no desenvolvimento motor, de linguagem, emocional, social e cognitivo. Por isso, Queiroz Neto alerta aos pais que se certifiquem na maternidade se o bebê passou pelo teste do olhinho logo após o nascimento e repitam o exame quando a mãe receber alta. Isso porque a última PNS (Pesquisa Nacional de Saúde) divulgada pelo IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatística) revela que no Brasil 40% dos bebês não passam pelo exame. O especialista explica que o teste do olhinho diagnostica doenças congênitas – catarata, glaucoma, retinopatia da prematuridade e retinoblastoma (tumor na retina) que são as principais causas de deficiência visual grave e perda permanente da visão entre crianças.  “A primeira consulta com um oftalmologista deve acontecer aos 3 anos quando um dos pais usa óculos e aos 4 anos quando nenhum dos dois usa”, afirma

Miopia cresce na pandemia

Levantamento realizado entre abril e junho com 297 especialistas pelo CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), do qual Queiroz Neto faz parte, mostra que para 70% a pandemia aumentou a miopia entre 0 a 19 anos. As causas apontadas foram o maior uso do celular e computador, somado à baixa exposição ao Sol. Queiroz Neto explica que o Sol estimula a produção de dopamina, hormônio que controla o crescimento do olho. A recomendação é praticar pelo menos duas horas/dia de atividade. Já o uso abusivo das telas faz os músculos do olho ficarem acomodados a enxergar só o que está próximo.

Como identificar problemas

A grande demanda da visão de perto está fazendo a miopia passar despercebida. Os sinais de alguma alteração na refração são:

Assistir TV muito próximo – Indica miopia, bem como aproximar qualquer outro objeto do rosto.

Dor de cabeça frequente – Quando acontece após horas de esforço visual, é sinal de erro refrativo decorrente de esforço visual.

Acompanhar a leitura com um dedo – Pode indicar ambliopia ou olho preguiçoso que faz a criança anular o olho de pior visão e embaralha as linhas.

Apertar os olhos para ler – sinaliza falta de foco.

Lacrimejamento excessivo – Pode estar relacionado à obstrução da canal lacrimal, ou uma disfunção da lágrima.

Coçar os olhos frequentemente – pode sinalizar predisposição ao ceratocone, conjuntivite ou alergia.

Tampar um olho com a mão – Sinaliza ambliopia ou estrabismo.

Alta sensibilidade à luz – sinal de estrabismo ou astigmatismo.

Dificuldade para ler – estrabismo ou astigmatismo.

Dificuldade para ler placas de sinalização – miopia.

Compartilhamento de responsabilidades

Queiroz Neto afirma que novas tecnologias em lentes de contato e óculos estão chegando ao mercado para conter a progressão da miopia. Para ele a única forma de reduzir a deficiência visual por falta de óculos é através de ações sociais em que a comunidade oftalmológica e o poder público compartilhem este objetivo. Foi este compartilhamento de responsabilidades com a saúde ocular que permitiu ao Instituto Penido Burnier realizar uma pesquisa pioneira sobre a importância dos óculos na educação, e possibilitou a parceria com o poder público e a ONG internacional OneSight, para melhorar a visão de crianças e adultos. A expectativa é renovar esse compromisso para o próximo ano.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
2,828SeguidoresSeguir
1,505SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Temperatura sobe neste fim de semana em Guarulhos e no estado de São Paulo,...

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que, a partir deste fim de semana, temperaturas mais elevadas voltam a aparecer no estado de São...

Falta de cobertura em parada de ônibus gera queixas

Na av. Dr. Timóteo Penteado, Vila Hulda (Vila Progresso), em frente ao número 881 onde está instalado o Centro Integrado de Diagnóstico CID, existia...

Crianças sem comorbidades podem se inscrever para xepa de vacina em SP

Famílias com crianças de 5 a 11 anos de idade sem comorbidades podem cadastrar os filhos para que recebam as doses remanescentes da vacina...

Poupatempo Guarulhos oferece 562 vagas no mutirão de renovação de CNH

Nesta quarta-feira, dia 19 de janeiro, o Poupatempo libera a grade de agendamento com aproximadamente 10 mil vagas para o segundo dia do mutirão...

Mulher que burlou esquema de vacinação em Guarulhos é condenada a pagar R$ 50...

A 2ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos condenou Jussara Sonner a pagar indenização de R$ 50 mil ao município de Guarulhos, por danos...