PUBLICIDADE
InícioCIDADEPesquisa de intenção de voto mostra cenário indefinido em Guarulhos

Pesquisa de intenção de voto mostra cenário indefinido em Guarulhos

Publicado em
PUBLICIDADE

Foi divulgado nesta quinta-feira, 27/7, levantamento de intenção de voto para prefeito de Guarulhos, feito pelo instituto Paraná Pesquisas, entre os dias 22 e 25 de julho. Foram ouvidos 717 eleitores e a margem de erro é de 3,7 pontos para menos ou para mais.

Os resultados, noticiados pela rádio Bandeirantes e pela edição virtual da revista Veja, mostram cenário indefinido na cidade, principalmente pelo fato de não haver perante a população em geral notícia sobre quem será candidato com apoio do prefeito Guti, nem quem terá apoio do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), o qual, aliás, não necessariamente será a mesma pessoa que vier a contar com apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Vale registrar que nas eleições de 2022, Tarcísio e Bolsonaro foram mais votados do que os então candidatos do PT, respectivamente, Fernando Haddad e Lula. Como Tarcísio é próximo do prefeito, cogita-se que ele apóie quem Guti indicar, mas há outros postulantes ao apoio dele.

 

Veja os cenários e acompanhe os comentários no final:

Indecisão por todos os lados

A situação do deputado Jorge Wilson (Republicanos) é aparentemente cômoda, porque aparece em primeiro no cenário em que o candidato do PT seja o deputado federal Alencar Santana; e em segundo, quando o ex-prefeito Elói Pietá consta como candidato do PT. Porém, esses números podem ser reflexo de suas votações anteriores, pois, estando agora fora do vídeo da TV Record – que o impulsionou a ser eleito e reeleito – gradativamente pode sair da mente dos eleitores. Veja na pesquisa espontânea que ele é bem menos lembrado quando seu nome não é citado.

Pelas aparições que tem feito ao lado de seu secretário de Governo, Edmilson Americano., o prefeito Guti indica que é ele que tem sua preferência. O secretário do Meio Ambiente e vereador Thiago Surfista também se coloca no páreo. Americano tem a seu favor a experiência administrativa, antes já demonstrada na cooperativa de táxis Guarucoop, e o fato de ser reconhecido como “sem limites” quando se trata de horas diárias de trabalho. Como nunca disputou uma eleição majoritária, não se sabe como pode ser efetivamente seu desempenho nas urnas. Ter o apoio da máquina administrativa pode fazer muita diferença positivamente, mas pode ser negativo carregar o ônus de ser situação em uma gestão muito criticada, conforme mostram na pesquisa os índices de aprovação e desaprovação. Verifica-se, entretanto, que, mesmo não podendo ser candidato à reeleição, Guti (PSD) é o nome mais lembrado na pesquisa espontânea.

À espera de um milagre

O vice-prefeito, Professor Jesus, mesmo sendo filiado ao partido do governador Tarcísio de Freitas, já sentiu que não pode esperar muito do Palácio dos Bandeirantes. E já se deu conta também que não será o ungido pelo prefeito Guti para ter o apoio da máquina. Nem por isso, Jesus calçou as sandálias da humildade: partiu em busca da Terra Prometida em outra legenda. Aproximou-se do Podemos, resultado da fusão que o partido de Renata Abreu fez com o PSC, e parece ter garantido a presidência a seu cunhado, Valber Mendes. Se pretende ser candidato a prefeito pelo Podemos, só ele sabe. No mínimo, pode cacifar-se para indicar alguém para ser vice de alguém. A esposa, vereadora Vanessa de Jesus? Quem sabe…

A experiência ou a novidade?

No PT, os humores não estão assim lá dos melhores entre os postulantes à candidatura a prefeito. O ex-chefe do Executivo Elói Pietá já deixou claro que não deixará o terreno facilitado para que Alencar Santana dispute o Bom Clima. A julgar pelos índices da pesquisa, o partido nem precisaria pensar, pois é nítida a vantagem de Pietá na lembrança dos guarulhenses. Porém, ele já tentou duas vezes seguidas e perdeu, além de ter disputado para deputado federal e ter ficado na suplência; e é bem alta sua taxa de rejeição (ver quadro abaixo). Seus apoiadores podem argumentar, entretanto, que Néfi Tales havia perdido duas ou três eleições quando venceu a de 1996 por larga vantagem. Entre os petistas, há ainda o vereador Maurício Brinquinho querendo ser candidato a prefeito e defendendo prévias, enquanto Alencar prega que o nome seja decidido em consenso. Diz o deputado, vice-líder do governo Lula na Câmara, que já abriu mão duas vezes em favor de Elói, sem disputar prévias e espera a mesma gentileza.

A terceira via tem viabilidade?

Nem só da turma do Guti e a do PT vive uma eleição municipal. Tem muita gente correndo por fora, sonhando com o Bom Clima. Segundo a pesquisa, o deputado Márcio Nakashima, por enquanto no PDT, tem recall para isso, pois surge em segundo ou terceiro conforme o cenário. O vereador Lucas Sanches (PP) dorme e acorda pensando em ter o apoio dos Bolsonaro para ampliar suas chances. Na eleição para governos estaduais e cadeiras no Senado, Câmara Federal e Assembleias Legislativas, o peso de Bolsonaro fez muita diferença. Se terá o mesmo efeito na eleição municipal, resta aguardar. E saber por quem, de fato, ele arregaçará as mangas. Lucas usa bem as redes sociais e tem adotado postura francamente de oposição a Guti, repetindo a estratégia do prefeito nos tempos de vereador, quando fazia das críticas às gestões do PT o combustível para ficar mais conhecido do eleitorado.
Causam surpresa os índices que a pesquisa atribui ao vereador Martello (por enquanto no PDT). Ele foi mal votado em 2016 quando tentou a Prefeitura e não foi tão aclamado quanto cogitava na eleição para vereador em 2020. Há quem aposte que foi ele quem encomendou a pesquisa. Será pura maldade dos observadores políticos ou o Paraná concordou em colocar umas pedrinhas no caminhão do empresário?

O PV de Jovino Cândido faz parte de uma federação, junto com o PCdoB, reforçando as fileiras do PT. Se nem em suas próprias campanhas ele se empenha muito em percorrer a cidade, qualquer que seja o candidato petista, ninguém espera muito apoio da parte dele.

Citada de raspão na pesquisa espontânea e sem ter sido posta como alternativa na estimulada, a presidente local do PSDB, Fran Corrêa, terceira colocada em 2020 com 60 mil votos, não descarta voltar a ser candidata a prefeita, mas deixa aberta a possibilidade de somar com outro grupo para derrotar quem tiver o apoio de Guti. Cogita-se até que apóie o PT, em uma chapa que se assemelharia à de Lula-Alckmin para o Planalto.

Enfim, a única certeza que se tem até agora é que há incertezas por todos os lados.

Valdir Carleto

foto: Sidnei Barros/PMG

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE