PUBLICIDADE

Fábrica de Graffiti leva arte de rua a muro de 1700 m² na Cidade Satélite de Cumbica

Quase 1.700 de metros quadrados de arte de rua. Esse é o tamanho do painel de grafite que Guarulhos ganhará em breve, em uma iniciativa do Fábrica de Graffiti (fabricadegraffiti.com.br). Em sua 15ª edição, o projeto que acontecerá de hoje, 15 a 29 de maio, 18 artistas visuais de Guarulhos e região, levarão cores e vida a um muro localizado na Rua Majestic, 465, Cidade Industrial Satélite, no bairro Cumbica. Alunos de uma escola pública da cidade também participarão de imersão artística ao longo do projeto.

Com patrocínio do Grupo Açotubo, na matriz localizada em Guarulhos a pintura terá como tema o meio ambiente e a relação do homem com a natureza. A ação também inclui uma intervenção artística em uma empresa de aproximadamente 500 metros quadrados. “O projeto nos encantou desde o início. Ele combina cultura e arte, contribuindo para melhorar o ambiente ao redor de nossas instalações, mas especialmente focando no desenvolvimento das crianças e adolescentes, algo que o Grupo Açotubo sempre apoiou, que se dará por meio das oficinas de Grafite. Durante a elaboração do projeto, a Fábrica de Grafite capturou a essência do Grupo Açotubo, pois irá retratar o meio ambiente de forma artística, um tema pelo qual somos comprometidos. Sem dúvida, será uma parceria de sucesso que trará cor e vida ao nosso bairro”, Bruno Bassi CEO do Grupo Açotubo.

Fábrica de Graffiti

O Fábrica de Graffiti leva arte de rua a distritos industriais, onde a paisagem é cinza e a população tem pouco acesso a iniciativas culturais. Em 14 edições, o projeto já realizou os maiores murais de grafite em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, com destaque para a produção do maior mural de graffiti da América Latina em Barra Mansa (RJ), o grafite na maior empena de Minas em João Monlevade, deixando um legado para as comunidades locais e para a arte nacional. “A arte de rua é a expressão artística mais democrática que existe, porque ela nasceu de manifestações do povo e se encontra nas ruas para que qualquer pessoa tenha acesso. Transformar lugares de passagem em grandes galerias a céu aberto humaniza territórios fabris e cria pontos turísticos na cidade. Fazemos isso de forma sustentável. Todas as características da Fábrica de Graffiti fortalecem a cultura e a imagem de empresas que praticam ESG, por isso elas sempre retornam para um novo projeto”, avalia a produtora executiva do projeto, Paula Mesquita.

 

Os 18 artistas selecionados para participar da 15ª desta intervenção artística são: Kátia Suzue (@katiasuzue), André Inea (@andre_inea), Caluz (@caluzcaluz), Magoo Ilegal (@magooilegal), André Estavaringo (@andre.estavaringo), Yez Yas (@yez_yas), Mariana Calle (@mrncalle), Mota (@mota.morfose), Denys Evol (@evol_dem), Jae Alves (@todacortemseuvalor), Nazura (@lyanzr), Bruna Moreira (@bromou), Amanda Pankill (@amandapankill), Minu (@fabianominu) e o grupo Gamex Crew (@gamex.brasil), de quatro artistas.Como em toda edição, a preocupação é selecionar uma equipe diversa, com equidade de homens, mulheres e pessoas que se identificam com a comunidade LGBTQIA+.

Oficinas gratuitas

Além da pintura do muro e da empena, o projeto também oferece, de 21 a 24 de maio, oficinas gratuitas de grafite a alunos de uma escola pública da cidade, o que reforça o compromisso ESG da iniciativa. Isso porque o Fábrica de Graffiti atende a uma série de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ODS/ONU), contribuindo para a Agenda 2030 por meio de igualdade de gênero, práticas ambientais sustentáveis, promoção de educação de qualidade e geração de renda para artistas locais.

Confira os módulos do Curso de Graffiti:

  • Introdução ao Graffiti: aborda a etimologia de “graffiti”, as tipologias das inscrições parietais na Antiguidade, os movimentos culturais ligados ao surgimento do graffiti contemporâneo e suas principais vertentes no Brasil.
  • Desenho para Graffiti – Letras, cenário e personagens: apresentação das técnicas e materiais utilizados no processo de criação e passo a passo de construção de letras, ponto de fuga para cenários e criação de personagens
  • Pintura artística de tela: introdução à pintura em tela, com composição de cores, letras, cenários e personagens.
  • Produção de mural: desenvolvimento de painéis de graffiti na escola com orientação e acompanhamento dos arte-educadores.
  • Oficina de Hip Hop: apresentação da história e desenvolvimento do breakdance, introduzindo as principais músicas e estilos de cada época, e como a dança se tornou um esporte.
PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE