Guti obtém de Bolsonaro promessa de que não haverá novo pedágio na Dutra

Rodovia Presidente Dutra, num dos trechos que corta Guarulhos - Foto: Divulgação

A Assessoria de Comunicação do prefeito Guti informou na noite desta terça-feira (21) que ele obteve do presidente Jair Bolsonaro a garantia de que não permitirá a implantação de qualquer tipo de pedágio no trecho de Guarulhos da Rodovia Presidente Dutra, como foi cogitado pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) na sexta-feira passada, durante audiência pública que discutiu a nova concessão da Via Dutra. Quem intermediou a reivindicação de Guti a Bolsonaro, no início desta noite, foi o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que, assim como o prefeito guarulhense, é contra a ideia de implantar a cobrança.

Jair Bolsonaro fez dois tuítes ontem desmentindo a construção de uma praça de pedágio na Via Dutra, no trecho de Guarulhos


O prefeito de Guarulhos também conversou com o ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, que se demonstrou bastante solícito à reivindicação. “Acabei de solicitar e fui prontamente atendido pelo presidente Jair Bolsonaro, que me garantiu: enquanto ele for presidente, não permitirá qualquer pedágio na Rodovia Presidente Dutra, no trecho de Guarulhos”, disse Guti.

Guti lembrou ainda que a nova concessão, que será definida no segundo semestre já que o contrato com a CCR NovaDutra termina no início de 2021, prevê uma série de melhorias no trecho de Guarulhos, como novas vias marginais, pistas auxiliares, passarelas e dutos mais amplos nos córregos que passam sob as pistas e hoje estão represados pela Dutra, causando enchentes por toda a cidade.

O deputado federal Alencar Santana (PT-SP), que foi vereador em Guarulhos, secretário municipal e deputado estadual, percorreu as redações dos jornais da cidade na segunda-feira (20) com um intuito de “mobilizar a sociedade local para barrar a implantação de um novo pedágio na Via Dutra“, o que segundo ele prejudicaria praticamente toda a população.