Estados Unidos e Japão testam remédios para combater coronavírus

U.S. President Donald Trump declares a national emergency at the U.S.-Mexico border during remarks about border security in the Rose Garden of the White House in Washington, U.S., February 15, 2019. REUTERS/Carlos Barria
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez pronunciamento nesta quinta-feira, informando que o país descobriu que a droga hydroxychloroquine, que é utilizada contra a malária, tem dado bons resultados contra o coronavírus e será aprovada em breve pela FDA (Food  and Drugs Administration), espécie de Anvisa do país. Em português, a droga é conhecida como hidroxicloroquina.

Trump disse que qualquer cidadão poderá comprar o medicamento, com prescrição médica. A hidroxicloroquina também poderá ser distribuída em consultas e hospitais. Para o presidente dos EUA, a vantagem de usar um medicamento já existente é ter a certeza de que ele já foi testado e aprovado. “Se você começa a desenvolver uma droga do zero, não sabe o que vai acontecer”.

De acordo com Trump, a FDA também está focada em descobrir uma vacina para a prevenção do coronavírus.“Os médicos vão distrbuir o medicamento, os Estados também, vai ser excelente. Esse pode ser ou não o momento de virada”, afirmou Trump sobre os efeitos da droga no coronavírus ainda estarem sendo estudados.

Japão

No Japão, o remédio favipiravir, produzido com o nome de Avigan, teve um resultado eficaz em testes preliminares feitos em pacientes na China com suspeita de covid-19.

Vacina

Vários países estão pesquisando para viabilizar uma vacina que possa imunizar as pessoas contra esse coronavírus.