Luigi Bauducco foi um incentivador da Cultura

 

Repercute a notícia do falecimento do industrial Luigi Bauducco, filho do fundador da empresa, Carlo Bauducco. Internautas comentam sobre a humildade de Luigi e suas ações de benemerência, lembrando que o grupo cresceu muito no período sob sua gestão, tornando-se uma das marcas mais valiosas e respeitadas do Brasil, presente em praticamente todo o mundo. A Bauducco sempre contribui em campanhas de solidariedade, como ocorreu recentemente durante a pandemia.

A artista plástica Jandilisa Grassano foi adida cultural em Guarulhos do Consulado Italiano nos anos 1990. Ela registra que, nessa condição, promoveu a vinda à cidade do ministro cônsul Stefano Canavesio, durante a gestão do prefeito Vicentino Papotto, em 1996.

Canavesio foi recebido em almoço na Prefeitura, visitou o Centro de Exposição de Artes na Vila Galvão, palestrou na Câmara Municipal, e em seguida visitou a fábrica da Bauducco no Jardim Cumbica naquela noite. A comitiva foi recebida por Luigi Bauducco, que percorreu as instalações, apresentando aos convidados as linhas de produção. O Jornal Olho Vivo fez cobertura dessa visita (foto em destaque).

Jandilisa cita o apoio de Luigi à Cultura: “Luigi Bauduco foi um grande incentivador das artes. Patrocinou a exposição “Arte Brasileira na Itália”, incluindo curadoria, projeto, execução e a viagem de artistas brasileiros descendentes de italianos à Itália, com as respectivas obras”.

Na ocasião, o cônsul cogitou criar uma Delegacia de Comércio Brasil-Itália em Guarulhos, visando incrementar os negócios entre empresas locais com compradores e fornecedores italianos. Nas gestões posteriores da Prefeitura, no entanto, as iniciativas não prosperaram. Jandilisa Grassano foi secretária-adjunta da Cultura em parte da administração de Jovino Cândido, mas não houve condições de levar adiante aquele projeto.