Série inédita aborda novas possibilidades de vida na cidade

 

Em novembro, o canal Curta! contribui com a reflexão sobre novas formas de se viver no ambiente urbano com a estreia da série inédita “Cidades Possíveis”. Dirigidos por Eduardo Goldenstein, os 13 episódios circundam uma questão principal: “que cidade queremos?”, discutida através de depoimentos de teóricos, agentes públicos, membros de organizações sociais e cidadãos.

A série tem como eixo central os objetivos propostos pela Agenda 2030, da ONU, no que tange ao desenvolvimento sustentável. A ideia é fomentar um olhar crítico, mas também pensar em práticas criativas que possam levar ao surgimento de formas de vida mais saudáveis, sistematicamente.

“Cidades Possíveis” traça um panorama das cidades brasileiras no início de uma década que tende a ser decisiva para a humanidade. De Mossoró (RN) a Foz de Iguaçu (PR), de Alto Paraíso (GO) a Salvador (BA), a série considera a vivência de grandes metrópoles como São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ), como também a de cidades pequenas como Entre Rios do Oeste e Piranhas. A partir daí, questiona como essas cidades encaram os desafios do desenvolvimento sustentável em meio ao embate ideológico e à circulação massiva da desinformação.

Os episódios também trazem exemplos de ações bem-sucedidas e de alternativas ecológicas, como ocorre no caso da cidade de Campinas (SP), que apresenta os melhores índices de coleta de esgoto e abastecimento de água entre as metrópoles brasileiras; e em projetos como o “Parque Capibaribe”, que visa a transformar as margens do rio Capibaribe, no Recife, em um imenso parque.

Entre os entrevistados da série, estão o filósofo, escritor e líder indígena Ailton Krenak; o escritor e líder indígena Davi Kopenawa; Paulo Gadelha, membro do grupo da ONU que reúne 10 especialistas em ciência, tecnologia e inovação; Samyra Crespo, ambientalista e pesquisadora; além de pesquisadores como Lucio Cardoso (IPPUR), Maria Fernanda Lemos (PUC-Rio), Ricardo Gouvêa Correa (CAU), Alexandre Dias (Fiocruz) e de representantes de organizações como André Esteves, do Instituto Onda Azul.

A estreia de novos episódios de “Cidades Possíveis”, que dura 13 semanas, é sempre às quintas-feiras, às 19h. A produção é da Aion Filmes. O primeiro episódio vai ao ar na Quinta do Pensamento, 5 de novembro, às 19h.