Manifestantes protestam contra fase vermelha em frente à casa de Doria

 

Número não divulgado de manifestantes protestou na tarde deste domingo, nas proximidades da residência do governador João Doria, no Jardim Europa, em São Paulo.

O protesto, convocado pelas redes sociais, reuniu pessoas vestidas de verde e amarelo, com faixas criticando o governador e as restrições ao funcionamento do comércio. Em camisetas, outros pediam a aplicação do Artigo 142 da Constituição, o qual, na interpretação de alguns, daria direito às Forças Armadas de destituir os membros do Supremo Tribunal Federal, sob o argumento da defesa dos poderes constitucionais, o que é contestado por juristas.

A Polícia Militar impediu que a manifestação se aproximasse mais da casa de Doria. Nota oficial do governo paulista atribuiu o protesto ao chamado “gabinete do ódio”, supostamente ligado ao presidente Jair Bolsonaro. O próprio Doria afirmou em postagem que seriam “bolsonaristas loucos” fazendo ameaças a ele e a sua família. Em resposta, internautas postaram comentários nos sites de notícias, afirmando serem trabalhadores que pagam impostos e que, por isso, têm o direito de manifestar-se.