PUBLICIDADE
InícioCIDADESindicato relata descaso de setor da Prefeitura com servidores doentes

Sindicato relata descaso de setor da Prefeitura com servidores doentes

Publicado em
PUBLICIDADE

O Stap – Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública de Guarulhos relata que o Sesmt – Serviço Especializado em Segurança e em Medicina do Trabalho, setor que avalia os afastamentos médicos de servidores municipais de Guarulhos, está tratando com descaso situações de doenças, obrigando pessoas que não estão em condições a reassumir as funções, mesmo tendo atestado médico que recomenda o afastamento.

Segundo queixas, médicos do Trabalho obrigam o retorno laboral sem realizar qualquer tipo de exame.

“Fui ao Sesmt no dia 5 de junho e falaram que não poderiam me ‘bancar’ daquele jeito. Tenho 20 anos de trabalho na Prefeitura e fui tratada como lixo. Me senti uma criminosa”, diz servidora pública de Guarulhos.

 

O depoimento dela soma-se a muitos outros em um dossiê de 21 páginas, elaborado pelo Departamento Jurídico do Stap e entregue aos 34 vereadores, além da própria Prefeitura.

Há casos de servidores com depressão e até tendência suicida cujos atestados assinados por psiquiátricos não têm sido considerados válidos. Ou seja, médicos desacreditando parecer de outro médico, sendo que, até prova em contrário, os profissionais têm fé pública.

Servidores têm procurado o Sindicato para entrar com ações na Justiça contra a determinação dos médicos do trabalho e conseguindo resultados positivos.

“Estamos obtendo diversas vitórias judiciais contra o Sesmt. O médico pessoal dá um laudo ao trabalhador, indicando que ele deve ser afastado e precisa fazer uma readaptação. Mas no Sesmt, sem qualquer tipo de exame, a readaptação é negada e a pessoa é obrigada a voltar a trabalhar”, informa o presidente do Stap, Pedro Zanotti Filho.

Sem respostas do Poder Público

No dia 7 de agosto, Zanotti fez uso da Tribuna Livre na Câmara Municipal de Guarulhos, pedindo apoio dos vereadores do município na fiscalização ao Sesmt.

“Esta Casa precisa entender o que está ocorrendo. Então, peço aos parlamentares que façam requerimentos, cobrem o secretário de Gestão, Adam Kubo. Nós precisamos mudar o posicionamento em relação aos servidores”, disse o dirigente.

Até o momento, porém, não houve resposta do Governo, nem do Legislativo. O Click Guarulhos enviará questionamento à Assessoria de Imprensa e publicará quando houver posicionamento da gestão municipal a respeito.

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE