Por Jônatas Ferreira
Fotos: Reprodução

Stéphanie Klassa, 24, recentemente foi escolhida para participar da seletiva regional de São Paulo da quarta edição do programa The Voice Brasil 2015, da Globo. Conferindo o talento e o sucesso da cantora guarulhense, o Portal Click Guarulhos foi conhecer um pouco mais sobre essa simpática artista.

 O que a música representa para você?

Tudo! Ela é minha inspiração, minha fé, minha alegria, meu suporte em momentos difíceis, minha distração quando estou ansiosa, minha maneira de relaxar, de me concentrar, de passar o tempo, de entender a mim mesma. A música me completa em todas as maneiras, está presente no meu dia a dia em todas as formas, profissional ou não.

Quais foram às etapas que você passou até chegar aqui?

1513202_417315801799373_1230601493757516281_nIxi… várias! Primeiro teve a etapa do videokê, que é aquela que em toda e qualquer oportunidade eu me enfiava pra cantar “asa morena’’; depois veio a fase das audições de colégio, noite de talentos, que eu sempre acabava me inscrevendo em dança porque não tinha coragem de cantar. Logo veio a fase em que muitos amigos e conhecidos davam a dica para eu me inscrever em IDOLOS, Raul Gil, Gugu…qualquer programa do tipo, e por mais que aquilo parecesse incentivador, não passava pela minha cabeça. Meu pai, sempre me pedia para cantar alguma música para ele, e que de preferência fosse “chão de giz” da Elba Ramalho, e aí eu fui perdendo cada vez mais a vergonha e ganhando aos poucos a confiança em cantar em público. Foi em 2011, quando fui convidada a participar de uma banda de música Italiana, que de fato eu percebi e enxerguei que cantar faria parte da minha vida profissional também. De lá pra cá, com o apoio do meu namorado Tiago Pollon, que também era integrante da banda, e dono do PSP ESTÚDIO onde ensaiávamos, fiz vários shows, me apresentei para milhares de pessoas em várias regiões de SP, MG e até RJ. Cantei em cerimônias de casamento, fiz festas, eventos corporativos, toquei em bares e, hoje, participo de 3 projetos musicais. Além de ser convidada para interpretar o Hino Nacional no evento Mulher em ação, do PMDB, na qual o vice-presidente Michel Temer estava presente e me elogiou (risos). Agora, com fé, aguardo a resposta da seletiva regional para a quarta edição do programa The Voice Brasil.

Recentemente você participou da seleção do The Voice 2015. Conte como foi essa experiência, que me permita à ousadia, foi um marco na sua carreira.

Total! Sempre ouvia todo mundo dizer para eu me inscrever, até que em Dezembro de 2014 abriram as inscrições para o programa deste ano e eu, incentivada pelo meu namorado, resolvi gravar um vídeo para enviar ao programa. Em Junho, estava terminando meu TCC e me adaptando ainda ao emprego novo, quando recebi uma ligação de um número desconhecido me informando que meu vídeo havia sido selecionado e que eu estava na próxima etapa da seleção para o The Voice. Foi MUITO “louco”! Emocionante!

Nessa etapa, que eles chamam de “seletiva Regional”, interpretei duas canções, uma internacional e uma nacional, que foram respectivamente, “All I cold do was cry” de Etta James e “ Conta Outra” da Maria Rita. O hotel Meliã (Ibirapuera) estava lotado, todo mundo tenso, treinando , fazendo vocalizes, ensaiando…um barulho só, pura emoção.

Quando chamaram meu nome para que eu me encaminhasse até o hall da sala de audição, eu gelei!! Coração acelerado. Posso dizer que desempenhei o meu melhor e saí de lá muito feliz e otimista. Têm sido muito bom viver esse momento e perceber que as pessoas torcem com você e te incentivam… “taí” Guarulhos mostrando isso fortemente. De fato é um marco em minha carreira.

10593119_277641665766788_3715464086830915373_nConte-nos como é a vida de Stephanie Klassa fora dos palcos.

Stéphanie Klassa canta (risos) mesmo fora dos palcos, toda hora.  Dou orientação vocal no PSP ESTÚDIO, para os novos artistas que estão gravando seus CD’S ou demos. Estudo canto e técnicas vocais, faço academia todo dia (ou quase todos). Tento manter atualizada minhas páginas e redes sociais, mesmo porque eu adoro tudo isso. E, algum dia da semana, eu tiro para desenhar ou ilustrar para manter tudo que aprendi na faculdade de Moda. Sempre faço “freelas” de produção de moda e beleza para editoriais e campanhas, é um hobbie que eu amo.

 Você tem planos para um projeto musical?

Sim. Só não tenho realmente definido qual, afinal são tantos, sou muito eclética. Canto MPB, Música Italiana, Jazz, Blues, R&B, Rock, Pop. Acredito que minhas influências maiores venham do R&B e Jazz.

O que significa representar Guarulhos?

É poder representar uma cidade que apesar de ENORME, todo mundo conhece todo mundo, estão sempre nos eventos, sempre incentivando, sempre comemorando e promovendo a cidade ou seus representantes. Fora que é cheia de artistas e bandas talentosas, que na rotina de um estúdio de música, a gente enxerga o quanto eles se dedicam e o quanto tem fé naquilo que fazem. Isso me inspira muito.

A cidade de alguma forma te ajudou?

Sério? A cidade só faz me ajudar!!! De todos os lados.

As vezes a gente se acomoda por ser um ser humano comum, e acha que é impossível ter acesso ou ser visível. De fato, não é fácil, mas é preciso estar presente, é preciso se mostrar, se comunicar… e é isso, que no momento em que fiz, tudo aconteceu. Não dá para querer apoio se você se esconde. Tenho recebido incentivo e apoio de vários grandes nomes de Guarulhos, como vocês, e cada vez mais da população da Cidade em geral. É fantástico!!!

E quem quiser levar Stephanie Klassa para fazer algum show? Como proceder?

Opa! Só entrar em contato pelo e-mail: klassa.contato@gmail.com

Ou pelo telefone:  11 97199-7906 (mas, pode mandar inbox no Facebook, mensagem no Instagram, ou no canal do Youtube) Vale tudo! (risos)